Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Eremita

Pela simples razão de escrever

Navego para ti

22.09.21 | O Eremita

IMG_6827.JPG

Navego para sul.

Navego à bolina, em jeito de cabotagem.

Iço as velas, remo um pouco mais - sempre mais - até chegar a ti,

O porto de abrigo – que é só meu – espera-me.

Não sei bem quais as coordenadas que as estrelas me indicam,

Apenas a maré e as luzes fracas dos farolins me indicam o rumo.

Desembarco.

Piso a areia já fria e deito-me ao teu lado, silenciosamente.

Sem dizer uma única palavra, observamos as estrelas que afinal me guiaram até ao teu olhar,

Ouvimos o som das ondas que nos embalam para além do conhecimento,

E o velho barco jaz encalhado, aguardando por novas ordens.

 

Foto: O Eremita

4 comentários

Comentar post